Wednesday, December 30, 2015

MATÉRIA: Temas de James Bond - os 10 melhores

Para tirar o gosto amargurosíssimo da morte de Lemmy da minha boca neste final de ano, após um dia inteiro tomando porre de Motörhead na orelha, resolvi fazer uma matéria inspirada em um assunto que vi recentemente. Há uma série de resenhas que eu comecei a rascunhar este final de semestre, mas não terminei, todas de discos, que estarei publicando ano que vem, com mais tranquilidade, então permaneçam ligados. Enfim, apesar disso, resolvi terminar o ano com algo mais light, e como eu falei, baseado em um assunto recente. O assunto trata-se da música do grupo Radiohead que não foi aproveitada no filme de James Bond, que saiu este ano.

Tuesday, December 29, 2015

CANTO DO CISNE: Lemmy Kilmister

Vou falar uma coisa a vocês, a gente só fica esperando, mas nunca imagina que a coisa vai acontecer. Apesar de já ser esperado isso acontecer uma hora ou outra, a gente lê uma notícia destas e mesmo assim não acredita no que está lendo! Fica imaginando se não está lendo uma nota falsa... mas é real, as fontes são reais. Lemmy Kilmister, um dos baixistas mais badass do Rock acaba de falecer.

Monday, December 28, 2015

FILME: Snoopy and Charlie Brown: The Peanuts Movie (Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme)

Acabo de assistir com minha esposa, que adora Peanuts, uma das animações mais bacanas do ano. Assim como Star Wars: The Force Awakens veio nos momentos finais do ano para competir com Mad Max: Fury Road o título de melhor filme de 2015, The Peanuts Movie veio tentar desbancar Inside Out da Pixar como melhor animação do ano. E eu não duvidarei nem um pouco se conseguir, pois a animação é extraordinária! Divertida, reflexiva, uma verdadeira homenagem a Charlie Schulz de seu filho Craig e seu neto Bryan, parentes do criador de Snoopy, Woodstock, Charlie Brown, Linus, Lucy, Schroeder, Patty, Marcie, Sally e todos os personagens da tira que sempre foi uma das favoritas de todo o planeta. Devo confessar, fazia muitos anos que eu não assistia algo relacionado a Peanuts, mas olha, foi muito bacana e muito revigorante ver a turma do Minduim toda junta de novo.

Thursday, December 24, 2015

MATÉRIA: Reflexões sobre o futuro e fechamento - especial Batman na Tela: edição 38

Enfim chegamos na última e derradeira edição do especial Batman na Tela. UFA! E olha só, acabou o ano também! Para todos que acompanharam este especial eu agradeço muito! Agora quem não acompanhou e tiver curiosidade, sinta-se convidado a checar as matérias. Deixei esta última edição para falar um pouco mais livremente sobre o futuro e fazer algumas reflexões sobre o personagem.

Sunday, December 20, 2015

NO CINEMA: Star Wars: The Force Awakens (Star Wars: O Despertar da Força)

Há muito tempo atrás, numa galáxia não muito distante, havia a trilogia clássica. Todos eram felizes, os filmes consolidaram um reino praticamente absoluto na cultura popular e na mente das pessoas. A trilogia clássica era unânime, e mantinha a base de fãs unida e fiel à causa de um certo George Lucas. Então, vieram os prelúdios no final dos anos 90 e arruinaram com tudo! A base de fãs se dividiu, Lucas foi para o lado negro da força e tudo ruiu. Star Wars virou um negócio muito lucrativo e perdeu suas raízes de uma história contada com o coração, para dar espaço para aberrações como Gungans, Jake Lloyds e Hayden Christensens, e uma história que não tinha necessidade alguma de existir. Pior! Os filmes da trilogia clássica foram maculados com efeitos especiais desnecessários e adições que estragavam completamente a magia da história. Foi neste cenário caótico, que um novo guerreiro jedi foi convocado para trazer de novo a ordem na galáxia. Seu nome, é J.J. Abrams.

Friday, December 18, 2015

NO CINEMA: Secret in Their Eyes (Olhos da Justiça)

Fui assistir este filme sem saber muita coisa em relação ao que se tratava. Alguns meses atrás eu lembro de estar entrando na sala de cinema e ver parte do trailer para o filme, mas fora isso,  não havia visto mais nada. Deveria ter pesquisado mais um pouco, porque se soubesse que este era um remake americano do filme argentino El Secreto de Sus Ojos, lançado em 2009, não teria ido assistir. Inconstante, e muitas vezes bem monótono, tanto que eu quase cochilei no cinema, o remake não faz justiça ao filme original, que foi baseado no livro La Pregunta de sus Ojos, lançado em 2005 e escrito por Eduardo Sacheri.

Thursday, December 17, 2015

MATÉRIA: Deixados para trás - especial Batman na Tela: edição 37

Estamos chegando ao fim de nosso especial. Mais duas edições e ele terminará. Foi muito trabalhoso, mas ao mesmo tempo, muito divertido escrever sobre Batman todo este tempo a vocês. Espero que tenham aproveitado, pois não tenho certeza se voltarei a fazer outro especial desse tamanho. Enfim, fiz isso tudo, não só porque considero Batman um dos personagens mais icônicos e bacanas da ficção, mas também pela minha própria paixão e fixação pelo personagem.

Tuesday, December 15, 2015

MATÉRIA: 5 versões de A Christmas Carol para o Natal

Eu amo o Natal! Pra mim, é uma época fantástica! As pessoas parecem menos egoístas do que elas costumam ser durante o ano, as famílias se reúnem para celebrarem a data juntas, há muitas coisas a se compartilhar. Claro, tem o lado consumista e fútil do Natal também, onde as pessoas se metem em entrar no cheque especial, a quererem impressionar pessoas que não conhecem ou que não se importam, com coisas que elas não podem comprar, e coisas assim, mas se formos considerar tudo, o Natal tem sim, um lado muito bom, muitas qualidades. A gente geralmente começa a ver especiais de Natal passando na TV, e na internet, tem os especiais de Natal do Nostalgia Critic, que adoro acompanhar.

NO CINEMA: In the Heart of the Sea (No Coração do Mar)

Quais são os seus limites? Até onde você iria para chegar ao desconhecido? E quando chegasse lá, o que faria, se o desconhecido quisesse te engolir? Estaria pronto o homem, em sua jornada neste planeta, para desvendar os segredos obscuros do mundo natural? Estes são questionamentos que, direta ou indiretamente o mais novo filme de sobrevivência, In the Heart of the Sea pretende tentar responder. Mas a pergunta que mais me abalou durante a projeção não foram estas. Se você tivesse que sobreviver, para que um dia todos soubessem de sua história, estaria disposto a praticar o impensável e o abominável? Questionamentos duros de responder. O mais novo filme do, para usar um neologismo, "serviçável" diretor Ron Howard, que às vezes acerta a mão e às vezes erra feio, dependendo do projeto, e que já trabalhou antes com Chris Hemsworth - o Thor dos Vingadores - em Rush,  consegue aqui balancear a narrativa entre o chocante e o espetáculo marítimo na tela, garantindo a autenticidade da história.

Thursday, December 10, 2015

FILME: Batman Vs. Robin (Batman Vs. Robin) - especial Batman na Tela: edição 36

Eu sinceramente fico muito feliz de poder fechar as resenhas de meu especial de Batman na Tela com este filme! Numa das últimas resenhas que fiz de um filme animado da DC eu estava reclamando um pouco sobre a falta de desenvolvimento de personagens e da priorização da ação. Também reclamei sobre o departamento animado da DC estar pegando histórias mais regulares e mundanas dos quadrinhos como base para suas animações. Bem, aqui em Batman Vs. Robin, eu fico muito feliz de dizer que a grande maioria desses problemas foi resolvido e com louvor! Os arcos de história que pegaram para esta animação não somente são um pouco melhores mas desta vez eles, assim como fizeram em Under the Red Hood, conseguiram pegar personagens apenas regulares e fazer com que ficassem muito melhores e mais interessantes do que as suas versões das HQs!

Friday, December 4, 2015

VINIL: 1965: Their First Recordings - Pink Floyd

Como é que ninguém ficou sabendo disso? Se não é uma notícia que eu por acaso ouço por aí faz pouco tempo, quase perco! Enfim, o Pink Floyd está seguindo a mesma proposta que o Dire Straits seguiu este ano, de lançar um EP com suas primeiras gravações e faz o mesmo aqui neste 1965: Their First Recordings, lançado agora em Novembro de 2015. É, parece que após o fim, as bandas se sentem inclinadas a limpar seus vaults de material nunca antes lançado. Estas gravações foram feitas, pasmem, em 1965, mas só viram a luz do dia agora! E eis que Syd Barrett levanta de sua cova para nos brindar com músicas inéditas.

Thursday, December 3, 2015

SÉRIE: Gotham: Season 1 (Gotham: 1ª temporada) - especial Batman na Tela: edição 35

Quando anunciaram o início da produção desta série pelo canal da Fox, eu honestamente tive calafrios. Morria de medo de ela se tornar outra Smallville, ou como dizem por aí, SMalhaçãoville e seguir pelo mesmo caminho que levou uma das iniciativas mais legais dos últimos tempos a fracassar em mostrar as origens do Homem de Aço. Ainda quando a trilogia de Nolan estava no auge e a todo vapor com o segundo filme da série, havia-se conversas na WB de se fazer algumas séries relacionadas ao universo do Batman. Uma delas se chamava The Graysons, e... bem, digamos que eu prefiro esquecer isso! Enfim, a série, graças a Deus, jamais saiu do papel, graças também à intervenção dos Nolan que não permitiram tal impropério. Com o término da trilogia de Nolan nos cinemas, a WB se viu livre para liberar a permissão a outros diretores e produtores para explorarem de novo o universo do morcego. Em filme, parece que vai virar alguma coisa. Já na TV...

Tuesday, December 1, 2015

NO CINEMA: The Hunger Games: Mockingjay - Part 2 (Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 2)

Um grande e digno final. É tudo que posso dizer desta última parte da série The Hunger Games. A série não é perfeita, e este final também não é perfeito. Mas é um final digno; tenso na medida certa e também reflexivo, talvez o mais reflexivo dos filmes da série, e por conseguinte, passivo de críticas das pessoas que esperavam aquela ação frenética que teve nos demais. Este final não tira o foco do espetáculo, mas ao mesmo tempo é uma grande despedida de Panem e seus habitantes.

Monday, November 30, 2015

NO CINEMA: Victor Frankenstein (Victor Frankenstein)

Em Victor Frankenstein, nova obra inspirada no romance clássico de Mary Shelley escrito em 1818, Hollywood nos mostra que não perdeu essa mania ingrata de simplificar o máximo possível a ideia de uma história para a audiência, provavelmente por pensar que ela seria estúpida demais para não enxergar as referências com um pouquinho de pesquisa. Além disso, continuando sua proposta de prelúdios, Hollywood resolve ir mais longe e pegar um personagem que sequer existia na obra original da escritora, o corcunda Igor, e transformá-lo no centro das atenções. Desta forma, se o filme é vendido como uma espécie de "Victor Frankenstein Begins", o tiro sai pela culatra logo na concepção do roteiro, se tornando um "Igor Begins". Quer mais? Bem, vamos lá.

Thursday, November 26, 2015

FILME: Batman: Assault on Arkham (Batman: Assalto em Arkham) - especial Batman na Tela: edição 34

Quem estiver interessado em conhecer o famoso Esquadrão Suicida antes do filme em live-action do grupo de vilões da DC estrear em Agosto de 2016, eu recomendo assistir esta estilosa animação de 75 minutos lançada pelo departamento de animação da DC. Batman: Assault on Arkham funciona como um tie-in da franquia de games Batman: Arkham. A série acabou se tornando um evento multi-mídia, pois além dos games, você ainda conta com histórias em quadrinhos desse universo, sendo Batman: Arkham Unhinged a mais famosa delas, e agora teremos uma animação. Já falamos sobre os revolucionários dois primeiros games de mundo aberto e também sobre o terceiro jogo. Este último nos conta o que acontecia antes de começar a história de Batman: Arkham Asylum; esta animação então vem nos mostrar novos eventos dessa continuidade, eventos que ocorreram, segundo o diretor Jay Oliva, dois meses antes de começar o primeiro jogo da série.

Thursday, November 19, 2015

FILME: Son of Batman (O Filho do Batman) - especial Batman na Tela: edição 33

Desde que este universo animado novo da DC começou lá atrás em 2007 com Superman: Doomsday, eu venho notando uma série de problemas com os filmes animados. Um desses problemas é que o desenvolvimento de personagens tem sido cada vez mais reduzido para dar mais lugar à ação genérica, e isso era algo que não tínhamos enquanto os longas animados que eram feitos há anos atrás eram baseados em algum aspecto de suas respectivas séries animadas da TV onde já havia tido bastante desenvolvimento de personagens e de mundo, o que possibilitava o filme animado em questão tomar certas liberdades com alguns personagens e situações. Aliás, as animações mais recentes vem sendo baseadas em histórias fracas nas HQs, o que tem, acredito eu, influenciado essa pequena queda de qualidade nessas animações, pelo menos na maioria das vezes, pois algumas outras vezes isso não foi um problema, como já vimos em Under the Red Hood, uma animação desta nova safra feita sob as mesmas condições e que se sai surpreendentemente bem.

Thursday, November 12, 2015

GAME: Batman: Arkham Origins (Xbox 360) - especial Batman na Tela: edição 32

Pois é, chegamos no terceiro exemplar da série Batman: Arkham, caros leitores. E infelizmente, eu tenho que dizer aqui que Batman: Arkham Origins não é o melhor desta trilogia do Xbox 360, apesar de seus pontos altos. Uma outra má notícia para todos, é que a equipe original da série de games não estava disponível para trabalhar neste aqui, incluindo aí as vozes originais do game, então a WB teve que passar a incumbência para outra desenvolvedora. Este game não foi desenvolvido pela Rocksteady, mas sim pela WB Games Montréal. O mau sinal já começa daí. O roteirista do game também não é o lendário Paul Dini aqui ou mesmo o idealizador da série, Sefton Hill, mas outras pessoas, o que faz com que a própria história do game também não seja tão interessante quanto nos dois anteriores. Essas são as más notícias. As boas são que, apesar destes contratempos, Arkham Origins ainda assim é um bom game, apesar de ficar em última posição em relação aos seus antecessores.

Monday, November 9, 2015

NO CINEMA: 007: Spectre (007 Contra Spectre)

"Uau, finalmente eu senti como se estivesse vendo um filme do James Bond outra vez!" Foi esse pensamento que ficou comigo após a sessão de Spectre, o novo filme do espião britânico. E como pensar o contrário? Desde o reboot que começaram na franquia após Daniel Craig substituir Pierce Brosnan no papel, eu não tinha essa sensação. Havia elementos sim, nos filmes anteriores com Craig, mas faltava sempre algo. Aqui em Spectre, todos os elementos retornam! Temos a introdução do gun barrel em que Bond dá um tiro na tela com a famosa música, temos a apresentação cheia de ação, temos a bela música inicial com a estonteante introdução visual, desta vez com o cantor Sam Smith, temos o briefing do detetive com M na sala de porta acolchoada, temos Q instruindo o detetive dos apetrechos que usará na aventura, temos a introdução "Bond, James Bond", temos o martini batido, não mexido (ou quase isso), temos o vilão badass, temos transas do espião com mais de uma mulher, enfim, temos tudo! Aqui, o espião volta a ser ele mesmo!

Sunday, November 8, 2015

CD: War of Kings - Europe

Eu simplesmente amo o Europe! Sou fã mesmo, não tem outra definição! Talvez o único disco deles que eu gosto menos é o Start from the Dark (2004) que marca o retorno da banda sueca após 12 anos de ausência sentida, mas também depois dele, a banda foi só melhorando, de disco a disco. War of Kings, novo lançamento do grupo de Março deste ano, é mais um que mostra esta contínua evolução sonora, após o sensacional Bag of Bones (2012), e os caras mostram novamente porque são ainda uma das bandas de Hard Rock europeu mais legais e fantásticas das últimas décadas!

CD: Cannibals - Richie Kotzen

Richie Kotzen é um cara que admiro muito como artista. Ele até já esteve no Brasil, e sequer o pessoal daqui conhece ele direito. Tem até disco dele ao vivo em São Paulo que ele fez questão de gravar como lembrança da turnê de 2007, o Live in São Paulo (2008). Eu ainda não tive a oportunidade de vê-lo ao vivo, mas gostaria muito. Enfim, um artista fenomenal, que até já veio para cá, e no entanto, não se vê discos dele vendendo por aqui. A humanidade me decepciona cada vez mais. Vamos então aproveitar para conhecer este grande talento em seu novo álbum, o 20º de sua carreira solo, Cannibals, lançado no começo do ano, um dos primeiros lançamentos de 2015.

Saturday, November 7, 2015

CD: Get Up! - Bryan Adams

Quanto tempo que eu não vejo Bryan Adams lançar algo realmente inédito! Eu sempre gostei do trabalho dele, tem gente que torce o nariz, acha o cara muito radiofônico. Mas curtir o som que ele faz apenas mostra o cara que realmente está em sintonia com as próprias raízes do Rock'n'roll e da música Pop de forma geral, que é exatamente o que ele faz. Não importa se você curte Hard, Metal, Punk, Progressivo etc, eu mesmo também curto muita coisa desses estilos, mas gosto de pensar que o lado soft também tem seu espaço. Dito isso, vamos conferir Get Up!, o novo disco de estúdio do cantor canadense.

Thursday, November 5, 2015

FILME: Batman: The Dark Knight Returns (Batman: O Cavaleiro das Trevas) - especial Batman na Tela: edição 31

Nerds e bat-fans de todo o mundo esperaram anos e anos por esta adaptação! Em 1986, Frank Miller escreveria o que viria a ser conhecido como a Bíblia das histórias em quadrinhos. Não, eu não estou brincando! Desenhistas realmente carregavam o volume da HQ de Miller debaixo do braço quando iam para o trabalho, fãs de HQs até hoje reverenciam a obra como a melhor história em quadrinhos já escrita por alguém; esse é o tamanho do reconhecimento que ganhou a obra seminal de Frank Miller. E como discordar? A HQ até pode ser considerada um produto de seu tempo, os anos 80, mas até o momento, nunca ninguém havia retratado o Batman de uma forma tão séria e madura antes. Se Frank Miller pode se dar ao luxo de escrever as besteiras que escreve hoje em dia, ele deve isso e muito à essa minissérie em quatro edições que escreveu em 1986 em sua grande parte. Batman Year One é apenas uma consequência deste excelente trabalho que Miller concebeu e que ganha seu espaço entre as melhores obras de HQs até hoje.

Monday, November 2, 2015

VINIL: The Honky Tonk Demos - Dire Straits

O Dire Straits já acabou faz anos, mas vez ou outra, a gente é surpreendido com alguma coisa. Nada que a gente já não tenha visto, mas vale a pena às vezes investir algum dinheiro, nem que seja para manter a memória viva do artista. The Honky Tonk Demos, novo lançamento do ex-grupo de Country Rock setentista, é um pacote em vinil que nos mostra as demos que serviram de base para o Dire Straits ser lançado pelo DJ Charlie Gillett em seu show de 1977. Estas demos até já apareceram por aí em outros formatos, mas aqui elas são lançadas de uma maneira bem mais crua. É o primeiro lançamento da banda desde a compilação de 2005, The Best of Dire Straits & Mark Knopfler: Private Investigations.

NO CINEMA: Goosebumps (Goosebumps: Monstros e Arrepios)

Incrível a gente ir para um filme tendo a impressão de que já viu isso antes, mas não consegue se lembrar. Goosebumps era um nome que, por alguma razão, não me era estranho. Bastou um pouco de pesquisa e eu descobri não somente que se trata de uma série de livros, mas também de um seriado que durou quatro temporadas, de 1995 a 1998; portanto, este filme estrelando Jack Black é mais uma tentativa de adaptar a série de livros do autor R. L. Stine, que ele começou a escrever lá em 1992. De acordo com o que a minha pesquisa me mostrou, o filme não tem absolutamente nada a ver com as histórias de terror infanto-juvenis do autor, portanto deve ser analisado de forma totalmente independente. E é o que eu vou fazer aqui, uma vez que eu não me recordo de tê-los lido.

Sunday, November 1, 2015

CD: The Book of Souls - Iron Maiden

Este ano fomos agraciados com mais um álbum da veterana banda britânica Iron Maiden, banda que eu tenho um enorme apreço já faz muitos anos, e que sempre nos trouxe muitas alegrias, falando de temas delicados, e quase sempre ocultistas e místicos. Aliás, esta característica do sobrenatural permeia praticamente todo o álbum novo do grupo, The Book of Souls, disco que, segundo fontes e entrevistas, talvez seja o derradeiro álbum de estúdio do Iron Maiden. Claro que isso para mim seria motivo de grande tristeza, mas também ficaria muito contente se a banda estivesse fechando sua carreira com um excelente disco e uma carreira invejável.

CD: My God-Given Right - Helloween

Ainda bem que ainda existem bandas como o Helloween para alegrarem o nosso dia. Não que o novo álbum do grupo alemão seja um prodígio ou coisa do tipo; pra falar a verdade muita gente pode nem achar tão especial assim. Irregular, sem muita coisa de novo na sonoridade, com aquela proposta bem nostálgica do metal oitentista de soar o mais descompromissado possível. Se você espera algo na veia de um The Time of the Oath (1996), Better than Raw (1998) que ainda é meu favorito da era Andi Deris, ou até mesmo do 7 Sinners (2010), esqueça! Agora, vou te falar uma coisa: eu me diverti ouvindo esse disco! Me diverti como num dia de Halloween!

Thursday, October 29, 2015

FILME: The Dark Knight Rises (Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge) - especial Batman na Tela: edição 30

Toda grande história tem que ter um final. É assim o moto das sagas e trilogias. E foi assim que os irmãos Nolan quiseram deixar sua participação na franquia Batman, com um grande final. Todos nós que já acompanhamos grandes sagas conhecemos o problema de se ter vários exemplares de uma mesma história, certo? Um dos filmes pode não suprir nossas expectativas. No caso das trilogias, na maioria das vezes é o terceiro filme o problema. Felizmente aqui no Nolanverse, Christopher Nolan e seu irmão Jonathan Nolan conseguem juntar os elementos necessários para fechar a história de seu Batman com honra e de forma justa. E enquanto o filme não supera a obra-prima The Dark Knight, os Nolan encontram os elementos certos para fazer com que a conclusão da história deste Batman deles seja catártica e faça com que nós, os fãs fiquemos tristes de saber que terminou, mas ao mesmo tempo contentes em ver o Cavaleiro das Trevas se despedir de forma honrada e épica.

Monday, October 26, 2015

GAME: Back to the Future: The Game (PC / IPAD / XBOX 360)

Hoje é dia 26 de Outubro de 2015. Para quem se lembra do primeiro filme, em 26 de Outubro de 1985 começou nossa querida aventura pelo tempo; também é o dia que Doc Brown diz a Marty que esteve no futuro e acabou voltando a 1985 para avisar Marty e Jennifer "que algo tinha que ser feito com suas crianças"! A piada final acabou se tornando o enredo do segundo e que acabou inevitavelmente catapultando o terceiro, e por isso, nada melhor do que celebrarmos este dia com um artigo final sobre a trilogia que lhes trago aqui. Tem sido uma viagem e tanto pelo universo de Back to the Future, não é verdade? A trilogia acabou há anos atrás, em 1990, Michael J. Fox, Christopher Lloyd e o diretor Robert Zemeckis estavam fechando o que acabou se tornando um fenômeno icônico e venerado por muitas e muitas pessoas. Só que teve muita gente ainda assim pedindo um quarto filme da franquia, vejam só! A resposta a essa insistência, veio na forma de um jogo da Telltale, programado para PCs e iPads. Vamos conhecê-lo?

Thursday, October 22, 2015

FILME: Justice League: Doom (Liga da Justiça: A Legião do Mal) - especial Batman na Tela: edição 29

Lembro alguns anos atrás quando todo mundo estava tentando imaginar qual seria uma boa forma de se fazer um filme da Liga da Justiça. Foi a conta de, alguns anos mais tarde, eu me deparar com este filme animado, Justice League: Doom. Imediatamente após terminar de vê-lo, pensei: "olha, não precisam mais ficar quebrando cabeças sobre isso! O melhor filme que já vi da Liga da Justiça está bem aqui na minha mão!" E que filme! Roteiro fantástico, dinâmico, certeiro! Coloca em cheque as relações entre os membros da Liga, há um conflito ideológico, tem ação, tem heroísmos, tem questionamentos bacanas, enfim, tem de tudo! Isso sem contar uma excelente trilha sonora e as vozes clássicas desses heróis que conhecemos tão bem. E o mais espantoso: não tem Lex Luthor, nem Coringa, nem qualquer outro vilão que o cinema sempre sonda em colocar, e mesmo assim consegue fazer bonito!

Wednesday, October 21, 2015

NO CINEMA: Back to the Future: Part III (De Volta para o Futuro: Parte III)

GREAT SCOTT! Chegou finalmente o grande dia, 21 de Outubro de 2015, data que marca a vinda (na ficção) de Doc e Marty ao futuro! Pois é... muita coisa aconteceu nestes 30 anos de trilogia! Claro, nem tudo foi como nós imaginávamos. Não temos carros voadores, hoverboards, jaquetas auto-secantes e tênis com cadarços automáticos a venda para acesso de todos! Mas essa que é a beleza da ficção-científica, tentar prever as possibilidades futuras, quer elas aconteçam ou não. Então, vamos celebrar esta data maravilhosa com uma matéria do terceiro filme da saga! Como se costuma dizer mais recentemente, toda grande história uma hora tem que acabar. Back to the Future não é exceção e por isso, caros leitores, chegamos aqui, na terceira e última parte desta trilogia tão querida por todos. É lógico que nestas reexibições que estão acontecendo da trilogia nos cinemas, eles não poderiam deixar de exibir também a última parte, óbvio! Eu a vi com meus pais no cinema quando era moleque, mas revê-la novamente agora após 25 anos teve um gostinho todo especial.

Sunday, October 18, 2015

CD: The Oblivion Particle - Spock's Beard

O Spock's Beard é um grupo que eu já venho acompanhando de anos a fio. Passei por todas as formações da banda, inclusive acreditando, durante uma época do grupo, que eles estavam tentando realizar todas as manobras possíveis que uma das bandas que mais inspiraram o som do grupo, o Genesis, havia realizado em sua época. No entanto, foram simplesmente algumas coincidências de momento e esse negócio acabou passando. A banda não somente acabou mudando seu destino, mas também mudou demais o seu som. Essa transitividade teve mais um capítulo quando o vocalista Ted Leonard assumiu os vocais no disco anterior, e aqui neste novo álbum, ela se mostra ainda mais forte.

CD: Hot Streak - The Winery Dogs

O The Winery Dogs, para quem não conhece ou está por fora das atividades de Mike Portnoy recentemente, é o supergrupo que o baterista resolveu formar, após sua saída do Dream Theater, com o baixista Billy Sheehan (Mr. Big) e o guitarrista e vocalista Richie Kotzen (Mr. Big, Poison). É um power trio, uma espécie de Dr. Sin, se eu fosse comparar com alguém, são três excelentes músicos, todos pros em seus instrumentos e fazendo o som que mais lhes agradam e o fazendo tecnicamente com muito esmero na instrumentação. O trio teve um ótimo primeiro disco sendo lançado há dois anos atrás e este ano lançam o segundo, Hot Streak.

Friday, October 16, 2015

NO CINEMA: The Martian (Perdido em Marte)

Atualmente nós tivemos filmes que marcaram o ressurgimento do drama espacial, seja ele algo mais científico e real ou algo mais atrelado ao gênero da ficção-científica. É o caso de filmes como Gravity ou Interstellar, por exemplo, filmes que lidavam com questões complicadas e filosóficas e mostravam a grandeza do espírito humano desbravador. The Martian é algo que fica no meio desses filmes. Ao mesmo tempo que é um drama espacial, também pode ser encarado como uma comédia. O roteiro do filme brinca com as possibilidades e também tira sarro de si mesmo. Imagine algo como Gravity e Apollo 13 com alguns toques (ou piscadelas) de 2001: A Space Odissey e que ao mesmo tempo trouxesse a temática do ser humano fora de seu elemento, como é o caso de filmes como Cast Away (Náufrago) por exemplo, só que tudo isso com ares de um filme da Marvel Studios. Eis The Martian.

Thursday, October 15, 2015

MATÉRIA: 5 filmes para o Dia dos Professores

Ser professor não é uma coisa fácil. Especialmente se você mora em um país cujo governo não está nem aí para o ofício de educar e ensinar, como o Brasil. Dessa forma, resolvi homenagear esta profissão tão importante para o desenvolvimento de uma nação me lembrando de 5 professores que me marcaram no cinema e mandando um feliz dia do professor para todos aqueles que nunca desistem de aprender e ensinar e que fazem da profissão uma vocação.

GAME: Batman: Arkham City (Xbox 360 / PC) - especial Batman na Tela: edição 28

Este segundo exemplar da série Batman: Arkham pode ser resumido em apenas uma frase: o que já era quase perfeito acabou ficando melhor! Arkham City não é somente um game superior ao original, mas também tem uma história mais envolvente e cobre muito mais da mitologia do morcego do que o primeiro. E se o primeiro, no ano de seu lançamento, já havia ganhado o título de Game of the Year, neste aqui, o concurso estava ganho desde o começo. Arkham City é a prova concreta que a série Arkham veio pra ficar. Obviamente os caras não esperavam ter uma sequência de Arkham Asylum, mas o sucesso foi tamanho que a continuação pareceu o passo natural e inevitável, e assim foi. Não só a mecânica do game está melhor, mas também a ambientação dele. Vamos conhecer então uma das melhores sequências já feitas de um game, Batman: Arkham City.

Thursday, October 8, 2015

FILME: Batman Year One (Batman Ano Um) - especial Batman na Tela: edição 27

Fazia muitos anos que os fãs do universo animado da DC estavam querendo ver histórias clássicas serem adaptadas para animações. Tivemos alguns filmes animados sim, inspirados em arcos de histórias em quadrinhos mais recentes, como Public Enemies, Under the Red Hood e Apocalypse no caso do Batman, mas não uma história clássica de graphic novel, totalmente traduzida para animação, na íntegra. Batman: Year One inaugura essa tendência, adaptando para filme animado toda a história que Frank Miller escreveu em 1987. Até mesmo o traço do desenho de David Mazzucchelli é mantido na animação para nos causar o efeito nostálgico de ler a graphic novel. Eu fiz questão de comprar o DVD da adaptação e acompanhar com a HQ no colo, cena a cena, assistindo o filme e virando as páginas da minha HQ para ver se foi adaptado exatamente do jeito que eu li. E como um grande fã desta história de origem do Batman que até tem um pôster na parede de Year One, eu digo que ficou ótimo!

Wednesday, October 7, 2015

CD: At Your Service - Sammy Hagar & The Circle

Que bom que ainda podemos ouvir o Red Rocker! Eu sou um grande fã desse cara. Descobri o Van Halen através dele, quando era moleque, e desde que ele deixou a banda eu venho acompanhando sua carreira solo e seus outros trabalhos. Vou ser totalmente sincero aqui com vocês, se tivesse hoje, um show do Van Halen e um do Sammy Hagar acontecendo no mesmo dia e horário, amigo, por mais que eu seja fã do Van Halen, eu escolheria o show do Hagar, sem pestanejar! O cara transborda carisma e é um talento nato. E vou dizer mais uma coisa aqui, os puristas vão me matar, mas a banda do Hagar hoje está muito melhor do que a banda dos irmãos Eddie e Alex, pronto, falei. Desculpe quem discorda.

Monday, October 5, 2015

CD: A Vista do Ponto - Saracotia

Vamos falar um pouco de Jazz e de música brasileira aqui? Quem me acompanha vai até estranhar! "O quê? Ele não está falando de Rock e Metal? Rápido, tragam o remédio dele!!" Mas não é nada disso, gente, calma! Eu tô bem, juro! Embora sim, minhas preferências predominantes sejam o Rock, o Heavy Metal e o Blues, isso não quer dizer que eu não posso apreciar outros gêneros, oras bolas! Aliás, uma das razões de eu ter inaugurado o blog foi para poder falar destes outros estilos que eu não posso falar escrevendo para o Whiplash.net, onde só se fala de Rock e Heavy Metal. Eu comecei a escrever lá faz muitos anos, e agora quis ampliar para mostrar esse meu outro lado. Vamos então falar do Saracotia. 

Sunday, October 4, 2015

HQ: Batman: Arkham City

Conforme eu falei lá atrás, na minha resenha sobre Road to Arkham, a primeira HQ baseada na série Batman: Arkham dos videogames após o grande sucesso que foi Arkham Asylum, os quadrinhos baseados na série Arkham deixaram de ter mero papel de peças publicitárias para se tornarem algo tão bacana e interessante quanto os games em si. Sendo assim, esta segunda HQ baseada no universo multi-mídia da série de games e serializada em 5 edições nos trouxe uma compilação de histórias que mostram o morcego detetive tendo que encarar uma nova ameaça aos cidadãos de Gotham travestida de última esperança de acabar com a criminalidade e perpetrada por um dos mais astutos vilões que Batman já enfrentou. Este vilão acabou se aliando à figuras públicas e também do submundo de Gotham que já o fazem uma figura perigosa, mas o que faz dele realmente perigoso para o Batman é o fato dele conhecer a identidade secreta do morcego, podendo portanto com isso prever cada passo que o morcego der.

CINESHOW: Roger Waters: The Wall

Assistir esta magnífica apresentação de Roger Waters no cinema foi exatamente como aquela analogia do time que entra em campo com o jogo ganho. The Wall é uma das maiores obras do Pink Floyd, e certamente do Rock Progressivo, já escritas por alguém. Eu amo tanto esta obra que fiz questão de tentar encontrar o vinil dela em uma feira de vinis; assisti o filme de 1982 incontáveis vezes, aquele estrelando Bob Geldof. Portanto eu já sabia o que esperar indo ao cinema para assistir esta sensacional apresentação de 2014 do ex-baixista e compositor do Pink Floyd com sua banda. O que eu certamente não sabia era como ele conseguiu melhorar vários aspectos da performance. Parece que a ideia de The Wall é muito atual, mas isso é fruto de uma constante que permeia toda a existência do ser humano, que é sua infinita ignorância. E este trabalho de Rock político e social do Floyd enfrenta justamente esta característica humana. É a principal parede que o grupo tenta derrubar em sua obra-prima.

Saturday, October 3, 2015

CD: Burning Bridges - Bon Jovi

Deixa eu já começar esta resenha admitindo minha ignorância: eu não estou por dentro do que o Bon Jovi vem fazendo ultimamente. O Bon Jovi sempre foi aquela banda que, pelo menos nos meus anos de colégio, era vista como aquela banda de meninas, o que fazia nós homens ficarmos com uma certa vergonha de admitir se gostava do grupo ou não. E eu vou admitir aqui que eu até gostava e ainda gosto sim, de algumas músicas do cara, aquilo que eu conheço mais dele, ou seja, o que ele gravou até 1994. É. Sou bem ignorante em relação ao trabalho do cara depois disso. Mas resolvi pegar este disco para conferir. Vamos aproveitar então que consegui acordar depois de ouvir, e falar dele.

CD: Return to Forever - Scorpions

Dois álbum atrás, a banda alemã Scorpions anunciava a sua aposentadoria do mundo da música após o lançamento do disco Sting in the Tail (2010), causando muita comoção entre os fãs e admiradores. Após a Farewell Tour, no entanto, eis que eles aparecem com um novo álbum, Comeblack (2011), revisitando o seu próprio passado e regravando suas próprias músicas, assim como músicas de outros artistas que eles admiram. Achamos que este seria então o "bonus track" da carreira da banda. Agora, em 2015, somos agraciados com um novo álbum com a proposta de novamente, o Scorpions revisitar o seu passado, mas de uma forma diferente.

Thursday, October 1, 2015

FILME: Superman/Batman: Apocalypse (Superman/Batman: Apocalipse) - especial Batman na Tela: edição 26

Na edição 13 do especial, eu havia dito que às vezes é muito bom as tramas não se preocuparem em serem profundas demais e simplesmente deixarem os personagens serem eles mesmos e quebrarem o pau. Pois bem, aqui em Superman/Batman: Apocalypse é mais um caso em que isso acontece. O problema é que já faz algum tempo que as animações da DC vinham fazendo isso, portanto deixou de ser um caso de "às vezes" e passou a se tornar mais constante. Teve o filme animado da Mulher Maravilha, depois o do Lanterna Verde, que eu achei que houve esses exageros, enfim, aqui é o ponto onde eu comecei a notar esse algo "errado" com as produções animadas da DC. Como sempre, a animação é primorosa, a ação é vertiginosa e as vozes fazem um grande trabalho, porém, achei a trama bastante poluída de elementos, ela parecia por vezes não saber para onde queria ir. A história, assim como em Public Enemies, é baseada no arco de história escrito por Jeph Loeb, e desenhado por Michael Turner.