Thursday, August 10, 2017

MATÉRIA: DCEU - Origens Secretas: Aquaman


Chegou a hora de vermos o herói da DC que eu menos acho graça. Nunca fui tão chegado no Aquaman, e não escondo. Apesar de reconhecer que ele tem um traje legal e poderes bacanas, sempre achei o personagem meio... meh... até gostava dele quando via no desenho dos Superamigos, mas nunca vi muita utilidade para ele fora d'água. Minha opinião sobre ele até mudou um pouco para melhor, depois de eu ler dois arcos de história do personagem e assistir um filme animado, mas mesmo assim, é o personagem da DC que eu menos tenho interesse. Mas ele está aqui, então vamos conhecer.

Ator: Jason Momoa

Alguns dados sobre o personagem antes:

Criadores: Mort Weisinger, Paul Norris

Ano de criação: 1941

Primeira Aparição: More Fun Comics #73.

I- DESCRIÇÃO E ORIGEM:

Aaahhh, a origem do Aquaman... alvo de tantas e tantas revisões e alterações ao longo dos anos. A história de origem do peixoso já mudou mais do que roupa íntima, e houve um tempo, mais ou menos entre os anos 90 e 2000, em que os autores não se decidiam de jeito nenhum qual origem utilizar para ele! Felizmente, isso acabou, pelo menos por enquanto, e uma história de origem fixa foi estabelecida para o personagem, retornando ele ao status que tinha na Era de Prata, então é esta que vou utilizar aqui.

Arthur Curry é o filho legítimo de um zelador de farol chamado Tom Curry que mora no Maine, e a princesa de Atlântida, Atlanna, que foi banida do reino subterrâneo; os dois se encontraram após Tom salvar a moça de ondas perto da baía. Eles então passam a viver no farol e se apaixonam, e é aí que nasce Arthur.

II- PODERES:

Aos dois anos de idade, Tom vê seu filho brincar na água e ficar sem respirar por praticamente uma hora sem se afogar; o menino vive longe do contato social, apenas cultivando seu relacionamento com os pais; muitos anos depois, tanto Tom quanto Arthur acabam descobrindo a verdade sobre Atlanna, e antes de ela morrer, revela ao filho que Arthur herdou suas habilidades de respirar debaixo d'água e se comunicar com os peixes e controlar a vida marinha.

É aí que seu pai se convence a treinar mente e corpo do filho para se tornar um verdadeiro lutador, acreditando que o filho tem um papel um tanto messiânico para a vida marinha. Após a morte de seu pai, Arthur decide abandonar o farol que viveu por tantos anos e se torna o Aquaman, defensor dos mares e de todos os seres aquáticos.

III- INIMIGOS E ALIADOS:

Algum tempo mais tarde, ele se casa em Atlântida com Mera, uma visitante do reino aquático Xebel, um mundo de outra dimensão, e se torna o Rei de Atlântida, cumprindo seu destino glorioso e também aceitando Aqualad como seu sidekick, combatendo as forças do mal, bem como sendo um dos membros fundadores da Liga da Justiça. Nas HQs, ele já até teve um período mais sombrio, chegando inclusive a perder sua mão esquerda, que foi substituída por uma mão mágica feita de água, e tendo cabelo grande e barba, após perder sua esposa e filho.

Seu maior inimigo é o Arraia Negra, um humano que construiu um traje de mergulho que amplia sua força, o deixando no mesmo patamar que o Aquaman; às vezes ele se junta ao Tufão, Caçadora e Krako, para formarem o time criminoso chamado O.G.R.E.; outros bem recorrentes são o Mestre do Oceano, Atlan, também conhecido como o Rei Morto, e o Corsário. Alguns adversários mais esporádicos são o Enguia, um criminoso com poderes telecinéticos, o Tubarão-Rei, um tubarão humanóide, o biólogo Anton Geist, que provocou muitos estragos na saga American Tidal, e vários outros.

IV- FILMES E SÉRIES:

Filme animado:

- Justice League: Throne of Atlantis (2015).

Episódio piloto de série cancelada, protagonizada por Justin Hartley:

- Aquaman (2006).

Série animada:

- The Superman-Aquaman Hour of Adventure (1967);
- Aquaman (1968).

V- NO DCEU:
- Justice League (2017).

VI- OBRAS RECOMENDADAS:

FILME: Justice League: Throne of Atlantis (2015)
             (Liga da Justiça: Trono de Atlântida)


Este filme é uma das melhores histórias do Aquaman. Baseado na saga Throne of Atlantis da revista dele, o que eu mais achei bacana foi essa mudança de personalidade que promoveram no Arthur Curry após o reboot. Para um personagem que sempre teve seu gênio meio incerto nas HQs, foi uma mudança positiva.

Como eu falei na edição do Flash, apesar de vir com o título de Liga da Justiça, o personagem central é o peixoso, e envolve Mera, o Arraia Negra em um elaborado plano de invasão da superfície e o irmão de Arthur Curry, Orm. A rainha Atlanna, viva aqui nessa continuidade, pede para trazer seu filho Arthur para Atlântida e reclamar seu reino, mas a Liga da Justiça também está envolvida em investigar um ataque de algas marinhas.

A trama é bem melhor que o filme animado anterior sobre o Ciborgue, filme que vou falar na próxima edição, e cumpre o seu papel em apresentar o Aquaman para o público. Novamente, não um de meus personagens favoritos, mas vale a pena ver.

HQ: Aquaman: American Tidal (2004)
      (Aquaman: Maré Americana)

Este arco pode ser considerado como um período novo de transição para o Aquaman, após ele passar por reformulações e se tornar um personagem bem mais interessante do que costumava ser. Eu mesmo fiquei surpreso com ela, visto que eu pouco me interesso pelo peixoso, apesar de saber alguma coisa da mitologia. O lance da mão, por exemplo, eu só soube por causa deste arco.

Na trama, a cidade de San Diego é inteiramente submersa, e Aquaman tem que lidar com o problema. Ocorre que um certo cara chamado Anton Geist fez com que todos os seus habitantes começassem a morrer fora d'água, e é aí que tudo se complica.

A história tem um conceito interessante, o Aquaman tem que dar o melhor de suas habilidades para contornar a situação, e o final é gratificante; atente para o detalhe da mão de água do Aquaman, entrando naquela continuidade que eu citei acima. Me fez mudar um pouco a visão que eu tinha do personagem. Ainda não é um dos meus favoritos, mas a história compensa e vale a lida.

Mês que vem concluiremos, por enquanto, os personagens da Liga. Última parada: Ciborgue.

Leia mais:
Edição anterior: Flash
ESPECIAL: DCEU - Origens Secretas

No comments:

Post a Comment