Wednesday, May 3, 2017

HQ: The Dark Knight III: The Master Race (Cavaleiro Das Trevas III: A Raça Superior) - Livro 7

Nota: 6 / 10

Até que enfim o Miller resolveu dar as caras por aqui outra vez! Oi? Não amigo, não tô feliz por isso. Tô é aliviado, porque assim isso acaba logo! Nossa, 3 meses pra lançar outro número dessa série é fogo, hein? Será que até o fim desse ano acaba, Panini?

Já estão dizendo lá fora que as edições finais estão atrasando. Faz sentido. Uma historinha medíocre como essa, quem não tem segurança no que faz estaria mesmo na dúvida se vai até o fim ou não. A reação ruim já deve ter chegado aos ouvidos da dupla nada dinâmica Azzarello e Miller.

Enfim, volto com boas e más notícias: a boa é que a narrativa principal melhorou um pouco; a ruim, é que junto dela, vem a costumeira revistinha brinde, com aquela arte que só o Miller se orgulha. Que a grande Hera nos ajude!

Ah, antes que eu me esqueça, esta edição é de Abril agora, viu pessoal? É que eu perdi a reentrada. Os caras da Panini me lançam a coisa no finzinho de Abril e querem que eu saiba que a revista está nas bancas. Fogo, né? Enfim, vamos à trama, que como eu disse, até deu uma melhoradinha, mas nem tanto.

E o Miller começou esta edição novamente enfiando uma vara no Superman, que é algo que ele gosta de fazer já há muito tempo! Não é por acaso que a sua primeira história lá dos anos 80 tem o Super lambendo as botas do governo americano ao invés de seguir seus princípios de verdade e justiça. O Miller sempre teve uma raivinha do Superman, isso não é segredo pra ninguém, mas aqui ele conseguiu fazer com que o azulão parecesse um imprestável mesmo.

Vocês se lembram que na edição anterior, o Batman é (an-ham... forçadamente!) atingido por um raio de calor do Quar, não é? Pois bem, aqui nesta abertura nós temos então o derrotado azulão, deprê, #xatiado, carregando o morcego inconsciente nos braços em um voo. Aí a gente vê a ladainha do Super na narração: "ainn, eu sou um derrotado, eu tenho esses poderes e não consigo salvar ninguém, ainn, meu Deus o que vou fazer da vida, ainn, Quar, seu abestado, eu vou ficar me lamentando até o lugar que eu for levar o Batman", e blá, blá, blá... ah, mas é mais chique dessa vez, ele se lamenta usando daquelas frases clássicas do Super, manja: "mais rápido que uma bala...", e aí ele diz algo negativo, como "...não é rápido o bastante".

Portanto, DC, nunca peça ao Miller pra escrever uma história solo do Superman, tá ok? #FicaDica!

Bem, terminado o kirie-ele-fraco-sou do Super, a gente vê a tradicional crítica social do Miller, e pra nossa (des)surpresa, ele mete o Trump na TV dizendo que vamos fazer os kriptonianos pagarem pela reconstrução de Gotham! Que charmoso...  fico pensando se o Miller imaginava se, depois das eleições americanas do ano passado, essa sátira dele teria algum efeito prático.

Enfim, a Carrie Bat-Melancia recebe, pela comissária Yindel, o capacete do chefinho e dá ele como morto; no caminho de... seja lá onde o Super esteja levando o morcego, aparece um cara no deserto, todo adornado com burca, cantil e etc, e diz que ele pensava que era um deus e que a coisa que mais sente falta é de voar. Quem será este maluco? Espera pra ver, é bizarro! Mas bom, vemos os kriptonianos derrotados, na cena seguinte, e a merda da Lara indo atrás da sua paixãozinha, o Baal, que agora tá parecendo o Heráclito Fortes com elefantíase, com aquela cara derretida.

Blá, blá, blá, o Quar quer vingancinha e Lara tem uma crise existencial e não sabe mais direito o que está fazendo lá no meio dos kandorianos. Quar fala de sequestrar o outro filho do Super com a Mulher-Machovilha, o Jonathan - que bonitinho, o nome do pai terrestre, é mesmo um milagre a Lara não chamar... como é mesmo... ah sim... MARTHAAA!

Bom, o Átomo parece estar fazendo progresso na sua odisseia de sair de onde quer que esteja, do toba, sei lá (Azzamiller não explicam nada, então, whatever), a Carrie e a Yindel parecem estar estabelecendo uma nova parceria, e o Super leva o morcego pra um mergulhinho, com tudo pago, adivinhem onde? No poço de Lázaro! Beu Deus! Mais óbvio impossível. Na narrativa não fala, mas é óbvio que se trata do banho rejuvenecedor do Ras Al'Ghul. Mas espera aí... onde que estava o cabeça do demônio esse tempo todo? Que fim deu ele? Não é possível que, supondo-se que estivesse vivo, ele largasse todo mundo nessa situação apocalíptica, por mais destrutivas que sejam as intenções do líder da Liga dos Assassinos.

Deixa quieto, deixa, já está terminando. O Bruce sai do poço rejuvenescido e... ai, meu saco, isso não vai terminar é nunca! Vai, Ricardo, fé e coragem, você consegue... respira...

Lara volta para a Ilha do Paraíso, e sequestra o próprio irmãozinho (êêh, família feliz!), o que dá a deixa para a Machovilha finalmente tomar uma atitude em relação a sua linhagem. O desfecho é até bacana, considerando que a amazona não passou de um bibelô a história toda, pois tanto Lara quanto a mãe juntam seus exércitos e ameaçam partir pra porrada. Isso! Se na última edição eu conseguir ver alguma ação amazona, então todo esse suplício já vai ter valido alguma coisa. Ao fim desta edição, mais esquetes do Kubert.

Tá, vai, até dá pra passar essa edição, apesar da buraqueira do roteiro. Mas o Quar continua sendo aquele vilãozinho merreca, cujas intenções nós nem sequer conhecemos. A história inteira a gente vê o cara querendo obliterar a raça humana, e por qual motivo? Sei lá! Ah, não importa, penúltima edição dessa pataquada, falta uma só agora; que venha o quanto antes, e aí, meus caros, vou comemorar meu dia de #TchauMiller!

Mas, vamos dar uma espiada na parte tranqueira mesmo dessa história, que é a mini-revista de costume. E acreditem, ela está bizonha desta vez! A mesma porcaria de sempre, com os mesmos desenhos porcos do Miller, só que mais bizonha. Em Dark Knight Universe Presents: Strange Adventures - #1, a gente...

Pera um pouco gente, deixa eu fazer uma crítica aqui antes que tudo acabe e eu deixe passar: Ô MILLER E AZZARELLO, SEUS ANIMAIS: pra que perder tempo enumerando essas bostas de mini-revistinhas sendo que, no final, vocês só iriam lançar uma de cada, hein? Expliquem aí seus patetas! Não entendi até agora essa numeração doida de vocês... número um de um, hein! Nossa, que coisa, não! Que bom que vocês sabem contar por mim!

AIAI, voltando... um casal de tanagarianos está sobrevoando o deserto quando veem o tal cara de burca lá embaixo. Eles decidem ajudar, mas depois desistem e vão embora... nossos heróis, senhoras e senhores! Nossos heróis! Ajudar uma potencial alma pedindo socorro? Que nada, a moda agora é deixar que ela resolva os seus problemas por conta própria, ou seja, estamos ajudando-o fazendo exatamente... merda nenhuma! Que fofo!

Um dos caras no deserto se aproxima do tal homem solitário e tira o seu capuz, revelando um rosto conhecido... e uma mão faltando... AH NÃO! Hal Jordan?! Vai trazer de novo o Hal Jordan ET? Santa paciência!!

E sabe o que ele estava procurando? A mão dele, com o anel! Sim, os caras a conservaram em uma caixinha dourada, e aí, quando um povinho ataca, a mão do Hal deliberadamente... ééé... meu Deus... sai da caixa e começa a atacar todo mundo... tá bom, cansei agora!!

PUTA QUE ME PARIU, MILLER!! VAI PRO DIABO, HOMEM!!

Desde quando o anel do Lanterna Verde tem a habilidade de transformar um membro mutilado do seu usuário no Mãozinha, da Família Addams? Sim, é isso, eu não tô louco e você não tá lendo errado, pode estar tendo uma convulsão raivosa como eu... mas não está lendo errado! Essa PORCARIA termina com o Hal Jordan novamente vestindo seu uniforme de Lanterna e sua fiel mãozinha dançando serelepe pra lá e pra cá no cangote de seus agressores. Alguém chame um exorcista! Não, não pro Jordan, é pro Miller mesmo, pra ver se esse palhaço não está encapetado!

Depois de tudo, atirei a revista longe, não consegui me conter. É muita babaquice! Chega, desisto, Miller pra mim nunca mais, depois dessa!

A melhor coisa de tudo é que falta apenas uma única edição dessa besteira! UMA SÓ! E eu não vejo a hora de acabar com tudo isso! PelamordeDeus, chega logo, meu #TchauMiller! Chega logo! Quem sabe eu não transforme isso num trending topic no Twitter? Poderia. Mas vou focar no que importa agora: só falta uma edição.

The Dark Knight III: The Master Race - Book 7 (Fevereiro/2017)
Título em português BR: Cavaleiro Das Trevas III: A Raça Superior - Livro Sete
Total de edições: 8
Data de lançamento no Brasil: Abril/2017

Editora: DC Comics
Formato: Minissérie mensal
Roteiros: Frank Miller, Brian Azzarello
Desenhistas: Andy Kubert (principal) / Frank Miller (Strange Adventures 1)
Coloristas: Brad Anderson (principal) / Alex Sinclair (Strange Adventures 1)
Arte-finalista: Klaus Janson
Letrista: Clem Robins
Editor: Mark Doyle

Edições:
- Livro 8 (2016)
Livro 7 (Fev/2017)
Livro 6 (Dez/2016)
Livro 5 (Ago/2016)
Livro 4 (Jun/2016)
Livro 3 (Abr/2016)
Livro 2 (Fev/2016)
Livro 1 (Jan/2016)

Parte da série de HQs que engloba:

Dark Knight Returns: The Last Crusade (Cavaleiro das Trevas: A Última Cruzada) (2016)
The Dark Knight III: The Master Race (Cavaleiro Das Trevas III: A Raça Superior) (2016 - 2017)
- The Dark Knight Strikes Again (Batman: O Cavaleiro Das Trevas 2) (2001 - 2002)
- The Dark Knight Returns (Batman: O Cavaleiro Das Trevas) (1986)

No comments:

Post a Comment